Header Ads

No momento, só os liberais estão de fato combatendo a esquerda

Muito se sabe que a esquerda ou a extrema-esquerda precisam, de fato, ser combatidas e devidamente enfrentadas. Este é um fato de todos à direita do espectro político reconhecem, e é algo que a maioria dos libertários ou até anarco-capitalistas também entende como necessário. Contudo, quem de fato está combatendo a esquerda, ao menos de maneira efetiva, são os liberais.


Não que por isso eles não mereçam ser criticados quando falham, pois isso é obviamente preciso. Contudo, as inúmeras críticas estúpidas por parte dos neoconservadores aos liberais não possuem fundamento. Quando dizem que os liberais são "amigos" da esquerda, ou quando acusam o MBL de ser um movimento fabiano, ou, ainda, quando atacam o EPL pelo fato de o movimento ter um monte de idiotas (e tem mesmo), os neoconservadores esquecem de um fato importante: eles não estão fazendo absolutamente nada para combater os esquerdistas, nem mesmo para combater os liberais que tanto odeiam.

O Movimento Brasil Livre, a despeito de seus equívocos, é um dos poucos movimentos que este país já teve e que de fato fez algo contra a esquerda de maneira eficiente. O MBL soube capitalizar de forma inteligente e prática em cima de um desejo popular, e com isso articulou a derrubada de Dilma Rousseff do poder. Tudo isso em dois anos de existência, só para registrar. Hoje, não temos como saber o que teria acontecido se o MBL nunca tivesse existido, mas ouso dizer que Dilma ainda seria presidente.

Além disso, nestas eleições o MBL elegeu oito candidatos, além de ter apoiado a campanha de outros 10 prefeitos vitoriosos, dentre eles Marchezan, em Porto Alegre, e Dória, em São Paulo. Fernando Holiday foi um dos candidatos mais bem votados na capital paulista. Tudo isso, reforço, conquistado em dois anos. Foi o MBL que, bem ou mal, quebrou a hegemonia política da extrema-esquerda no campo eleitoral.

No campo acadêmico, o EPL tem feito um trabalho relativamente bom. Qualquer um que me conhece ou que acompanha este blog sabe que tenho - e que já fiz - duras críticas ao movimento. Inclusive considero que eles erram mais do que acertam. Ainda assim, o EPL é o único movimento liberal que conseguiu, em poucos anos, contornar a hegemonia extremista da esquerda dentro das universidades. Hoje, graças a este movimento, existem DCEs liberais, ou pelo menos existem chapas liberais concorrendo por aí. Isso, ainda, sem mencionar o simples fato de existir um movimento liberal dentro de universidades tupiniquins. Só isso já é motivo para comemorar.

De modo geral, quem vem combatendo a extrema-esquerda no país são os liberais e os libertários, seja no campo cultural, seja no campo das ciências econômicas e sociais, seja no meio acadêmico ou mesmo nas urnas. Os fãs de Olavo de Carvalho que me perdoem, mas quais foram seus feitos práticos até hoje? Quais os resultados de suas ações? O ato em prol de Donald Trump na Paulista foi um fracasso, senti até vergonha de ver aquilo. E o mesmo vale para os fãs de Jair Bolsonaro. Um deputado federal que vota a favor do próprio aumento de salário em quase 80%, que vota a favor de aumento de impostos e que atua como propagandista das pautas do PSOL, ajudando a eleger Jean Wyllys, não é exatamente um exemplo de eficiência. Isso, ainda, sem mencionar que o único projeto aprovado por Jair, o do voto impresso, é na realidade de autoria do deputado Leonardo Picciani, do PMDB.

O que Bolsonaro fez de efetivo para combater a extrema-esquerda? Ele falou no microfone da Câmara? Onde estão seus projetos para revogar o desarmamento? Precisou, em 2012 (depois de mais de 20 anos que Bolsonaro já era deputado), que viesse um peemedebista para propor a PL 3722. Olavo de Carvalho é outro pretensioso, mas na prática mesmo suas conquistas são nulas, e tudo o que Olavo fala de si mesmo é pura invencionice que os fãs repetem feitos zumbis.

A propósito, não custa lembrar também que os dois atos pró-Bolsonaro, um realizado em maio e outro em junho, foram um fracasso ridículo. Somadas as duas manifestações, em plena São Paulo não foram capazes de reunir mil pessoas. Até o MPL já fez melhor do que isso.

Os neoconservadores podem criticar o quanto quiserem, podem até se orgulhar de sua incompetência, mas o fato ainda é que eles não têm feito absolutamente nada efetivo no combate às ideologias vermelhas. Este trabalho, mesmo com algumas falhas corrigíveis, tem sido realizado somente por liberais e libertários. No Brasil, é claro.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.