Header Ads

Ataque contra o suposto eleitor de Trump e a reação da mídia provam duas coisas importantes

O ataque contra um rapaz, em Chicago, que supostamente teria votado em Trump, é um caso daqueles que deixa qualquer pessoa normal revoltada. A motivação do ataque, como se pode ver no vídeo que foi divulgado, é claramente política. Os agressores são negros, a vítima é branca. Enquanto a vítima é escalpelada e chutada, uma garota filma tudo dando gargalhadas. O extremo da psicopatia!

Isso tudo prova o óbvio: A extrema-esquerda é violenta e está disposta a te machucar, literalmente, para obter algum êxito ou para se vingar de suas derrotas. Este caso não foi o primeiro e nem será o último. Em novembro, como foi divulgado aqui mesmo, um senhor foi violenta e covardemente atacado por diversos apoiadores de Hillary e ainda teve seu carro roubado (confira aqui).

Contudo, a reação da mídia desta vez foi quase surpreendente. Quase.

Em vez de solenemente ignorarem o acontecido, como fizeram com o senhor atacado em novembro ou com uma estudante que foi espancada e humilhada por militantes de esquerda em uma escola, ela noticiou o acontecido, apenas "esqueceu" de mencionar que os agressores eram de extrema-esquerda e que apoiavam Hillary. Um "pequeno" detalhe, é claro, mas um detalhe que nunca teria passado despercebido se um eleitor do Bolsonaro atacasse qualquer pessoa.

A questão é que isso traz uma nova reação da imprensa. Após ter sido duramente criticada por abafar casos como esses, ela se viu na obrigação moral de ao menos noticiar o acontecimento, ainda que de forma superficial e tendenciosa. Até mesmo blogs sujos como Catraca Livre e BBC Brasil noticiaram isso, coisa que normalmente não ocorreria.

Parece que eles estão, de fato, recuando um pouco e revendo sua estratégia. Certamente virão com algo pior no futuro, mas por hora já é meia vitória.


ADENDO: A vítima do ataque tem problemas mentais e ainda há o agravante de que ele foi sequestrado no dia 31 e mantido em cárcere privado até ontem, dia 4 de janeiro. Ele "passa bem", está se recuperando em um hospital.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.