Header Ads

Le Pen vs. Feministas suecas | A caminhada da vergonha


Chamada por diversos colunistas de "Walk of Shame", ou em bom português como "A caminhada da vergonha", as ministras suecas do primeiro governo feminista - de acordo com elas próprias - visitaram o Irã recentemente e se curvaram a uma cultura que é, de fato, abertamente misógina e que trata mulheres como cidadãos de segunda classe.

Como você pode ver acima, na foto do lado direito, elas chegaram ao Irã e vestiram hijabs, uma espécie de véu característico da região. Lá, de acordo com a legislação islâmica, uma mulher não pode andar com a cabeça a mostra, é literalmente proibido. Sendo assim, as líderes do governo sueco se rebaixaram e colocaram a vestimenta.

Hoje, em visita a Beirute, Marine Le Pen mostrou o que fazem as mulheres realmente livres e independentes, coisas que são são possíveis para as mulheres aqui no ocidente, e recusou o uso do véu. Durante a manhã, a presidente da Frente Nacional (FN) chegou para se reunir com o xeique Abdelatif Derian em seu gabinete de Aicha Bakkar, e recebeu um véu. A reação foi imediata.

"Transmita ao grande mufti minha consideração, mas não usarei um véu."

Le Pen não colocou o véu e foi embora. Simples assim.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.