Header Ads

Após manobras da esquerda e omissão dos liberais e conservadores, Reforma da Previdência vai dar em água...


Não chega a ser surpresa, mas é mesmo assim irritante ver que a esquerda, em especial a extrema-esquerda, vem conseguindo vencer mais uma batalha, mesmo desmoralizada e após ter sofrido duríssimas derrotas nos últimos meses. Esta batalha é justamente a questão das reformas, em especial a da Previdência Social.

A bandeira pela reforma, que é legitimamente liberal e conservadora, foi levantada por poucos grupos. Uma grande parte da direita, incluindo liberais e conservadores, preferiu se abster. Uns, por pura birra com outros grupos que apoiaram a reforma, outros por mera covardia. A rixa egocêntrica entre bolsominions e o MBL fez com que os primeiros preferissem atacar os segundos para, assim, servir direitinho aos interesses funestos da extrema-esquerda. Não foi a primeira vez, provavelmente nem será a última.

Que não concordassem com a Reforma proposta pelo Planalto, tudo bem. Contudo, a FIPE apresentou uma proposta que seria bem razoável e que deveria ter sido apoiada pela direita. Não foi, salvo exceções. Em vez disso, uma parte dos movimentos está preocupadíssima com as eleições de 2018, com o "mito", com o nióbio e o grafeno, enquanto a outra está interessada em discutir se fere ou não fere o PNA e qual será o endereço do ancapistão. O mundo real esmaga essa gente da mesma forma que faço quando piso em formiguinhas...

Naturalmente, a maior parte desses imbecis não nota que há uma guerra sendo travada. A maioria sequer sabe que esta guerra existe. Como funcionam com a mentalidade ideológica de crianças que acabaram de vir ao mundo, essa turma pensa que existe mundo ideal e que basta acreditar nisso para que se torne realidade. Enquanto isso, a esquerda foi tramando, fez manobras, criou uma porção de narrativas, induziu milhares ou até milhões de pessoas no país a pensarem que as reformas são fruto de uma tramoia para "tirar direitos", para fazer com que os mais pobres paguem a conta. Assim, 2017 começa a se parecer um pouquinho mais com os anos 90.

Informações dão conta do óbvio: não vai ter reforma nenhuma, no máximo uma "reforminha", mais uma daquelas coisas bem ao estilo Brasil, que mudam sem mudar nada. É uma vitória da esquerda retrógrada bem na nossa cara, bem no meio de suas derrotas. Isso comprova o que sempre digo, aliás, que a esquerda sabe perder e sabe, acima de tudo, se reorganizar. Agora os imbecis preocupados com 2018 podem começar a se preocupar ainda mais, porque ano que vem será a esquerda novamente disputando o páreo.

Parabéns aos envolvidos.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.