Header Ads

Dimenstein está blefando: Não há inquérito algum contra mim...


Desde a semana passada o ex-jornalista Gilberto Dimenstein tem afirmado, em inúmeras postagens em sua página oficial, que a polícia está me caçando, me procurando, me investigando e que há um inquérito contra a minha pessoa na Delegacia de Crimes de Internet de São Paulo. Ele chegou hoje ao cúmulo quando fez a seguinte postagem:


Como não sou qualquer idiota, é óbvio que sei que isso é uma mentira cabeluda. Se a polícia quisesse me localizar, já o teria feito. Tenho um telefone registrado em meu nome há 10 anos, além de morar em endereço fixo há muito tempo. Qualquer busca no SINTEGRA daria as informações necessárias para a polícia me encontrar em menos de cinco minutos. Foi aí que pedi ao meu advogado que entrasse em contato com a Delegacia lá de São Paulo, e o que descobrimos é o óbvio: não há nenhum inquérito e a polícia não está me procurando.

O que Dimenstein fez até o momento foi apenas registrar um Boletim de Ocorrência, o que qualquer pessoa pode fazer com ou sem razões. Meu advogado passou que, segundo informações obtidas junto à 4ª Delegacia de Delitos Cometidos por Meios Eletrônicos, o caso ainda nem foi apurado, porque não houve tempo hábil, e disse que segundo a Delegacia ainda nem chegaram na fase de contato, depoimentos e abertura de inquérito.

O sr. Gilberto Dimenstein fez contato telefônico com meu advogado, tendo este esclarecido que sou cidadão estabelecido nesta cidade, Joinville, e que não estou e nunca estive escondido ou foragido. Mesmo assim, minutos depois, o blogueiro publicou novamente que estou "sendo procurado pela Polícia".


"Roger Scar encontrado" é uma inversão da narrativa. Eu não estava escondido, e nem estou sendo procurado. Caso a polícia realmente quisesse falar comigo, teria evidentemente ligado em meu telefone e solicitado que eu fosse até a delegacia prestar esclarecimentos, o que eu faria voluntariamente. Aliás, Dimenstein está vendendo o caso como se a polícia fosse arrombar a porta da minha casa a qualquer momento, o que só serve para enganar quem é leigo e intimidar uma pessoa muito mal informada sobre os procedimentos policiais.

Aparentemente, cão que late não morde. Obviamente usaremos tudo isso no tribunal.


'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.