Header Ads

Dimenstein inventou mentiras para me atacar por causa de um boteco

A essa altura muitos de meus seguidores já sabem que Gilberto Dimenstein, dono do site sobre lixo cultural Catraca Livre, resolveu atacar a mim e os sites para os quais escrevo com a única finalidade de me prejudicar. Na realidade eu já esperava por isso, conheço o tipo e nem estou muito preocupado. Ser atacado por alguém dessa estirpe, ainda mais com mentiras e calúnias, é para mim um troféu. Só quero aqui esclarecer exatamente quais foram as mentiras ditas a meu respeito, não para ele, mas para meus seguidores.


Mentira nº1: Clandestinidade.

Após o Jornalivre tê-lo exposto com aquele rolo sobre o boteco na Vila Madalena, Dimenstein passou a atacar o site alegando que o mesmo era "clandestino". Isso é mentira. Muitos autores que escrevem para lá optam pelo anonimato, pois teme justamente esse tipo de retaliação pública. Eu não! Conforme comprovei nessa postagem, já assinava diversos textos lá e o comunista que me ataca obviamente sabia disso, pois fuçou o site todo. 

Além disso, nunca agi na clandestinidade. Escrevo para diversos sites, e em todos eles uso meu nome ou meu apelido pelo qual muitos me conhecem. Assino todos os meus textos no site Sul Connection, também no Olhar Atual e especialmente aqui. O próprio Modo Espartano sempre foi um projeto no qual assumi a autoria, não por acaso recebo doações de seguidores através de mecanismos como Pag Seguro e PayPal. Portanto, nunca teve nada de clandestino aqui.

Mentira nº2: Fake News.

Dimenstein acusou o Jornalivre de publicar notícias falsas. Para "comprovar" isso, ele fez um artigo patético para o Catraca Livre. Como se o simples fato de o Catraca Livre falar sobre notícias falsas não fosse por si só a piada, Dimenstein se resumiu em seu texto a ele próprio mentir sobre coisas que nunca foram ditas. No texto em questão, nos acusou de termos dito que Marisa Letícia receberia uma aposentadoria de R$ 20 mil, quando na realidade quem disse isso foi o próprio Lula e nós apenas informamos. Ele também afirmou que Delfim Netto não é comunista e que chamá-lo de comunista seria, por si só, uma "notícia falsa", ainda que o sujeito seja o único político brasileiro vivo com passagem reconhecida pela Sociedade Fabiana.

Seja como for, eu mesmo me dei ao trabalho de desmentir uma a uma das informações que ele passou, basta ver meu texto para o Sul Connection aqui.

Mentira nº 3: Roger é militante do DEM e membro do MBL.

Nunca fui militante de partido algum, mas é verdade que já tive proximidade com o DEM, embora por um curtíssimo período.

Entre setembro e dezembro de 2015, participei de algumas reuniões com membros do DEM aqui de minha cidade, e até pretendia me filiar ao partido. Participei de um evento em novembro daquele ano na cidade de Itajaí, com diversos membros do partido em Santa Catarina, e cheguei a ser cotado como Diretor de Formação Política da Juventude Democrata. Em janeiro de 2016, entretanto, me desliguei completamente do partido, abrindo mão da proposta que me fizeram, e fiz isso porque o partido queria se coligar com o PSDB aqui da cidade - o que de fato aconteceu. Um mês depois já havia me filiado ao PSL, que faz oposição ao DEM e que é também oposição liberal ao MBL, grupo do qual nunca fiz parte.

Em uma postagem feita hoje mesmo no site Catraca Livre, Dimenstein reforma a mentira alegando que eu seria militante do DEM até dezembro de 2016. Isso é simplesmente impossível, já que nesta época eu não apenas estava filiado ao PSL há meses como havia recém colaborado na campanha de uma amiga para o partido, não podendo estar, portanto, no DEM. Para quem duvida, abaixo está a informação oficial do site do TSE:


Note que a filiação oficial ocorreu em março, mas isso porque eu já havia entrado com o pedido no final de janeiro.

Mentira nº 4: Descobertas de informações minhas que nunca foram segredo.

Assim como a informação acima, sobre eu ser militante do DEM - que Dimenstein distorceu intencionalmente - também há outras informações que ele tem espalhado a meu respeito como se fossem descobertas feitas por ele, mas que na realidade nunca foram nenhum segredo. É o caso, por exemplo, de minha conexão com o site Sul Connection, para o qual escrevo há meses. Isso jamais foi um segredo, é uma informação que nunca esteve nas sombras. Eu assino meus artigos lá, e na página do Sul Connection no Facebook meu nome já foi citado diversas vezes como colaborador.

De qualquer forma é bom que Dimenstein tenha resolvido atacar o site. Eduardo Bisotto, diretor do Sul Connection, não é o tipo de gente que leva desaforo para casa. Certamente será mais um a engrossar o caldo contra o caluniador do Catraca Livre.

Conclusão:

Dimenstein ficou nervoso porque chegamos bem perto de onde ele não queria que chegássemos. Está irritado porque estragamos a sua festinha na Vila Madalena, porque não aceitamos que ele tenha privilégios concedidos pelo ex-prefeito Haddad e porque não achamos legal que o Catraca Livre receba dinheiro da Lei Rouanet. Está chateado, especialmente, porque chamamos seu "espaço cultural" de boteco, porque não colaboramos com suas mentiras. Como não pode se defender de nada disso, partiu para o ataque com calúnias, que é sua especialidade.

Quando nem a CBN aguenta um pseudo-jornalista é porque a coisa realmente está feia.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.