Header Ads

Comentário sobre o debate entre Villa e Bolsonaro


A discussão começou relativamente bem, o deputado até pareceu ter alguma base para dialogar ali. Villa também ficou numa boa por algum tempo. Porém, em seguida, tudo começa a degringolar. O deputado não esperou nem 5 minutos - literalmente - para falar de nióbio e grafeno. Villa, por sua vez, o interrompeu muitas vezes, o que mostra estupidez. Bolsonaro estava lá para falar e deveria falar até o fim, mesmo porque o que quer que ele dissesse só pesaria contra ele próprio.

Contudo, o deputado possui uma qualidade: sabe ao menos parecer honesto*. Para o público, isso importa. Villa pareceu um chato de galochas e Bolsonaro acabou parecendo honestamente estúpido, o que no atual momento é tido como ponto positivo. A percepção de que o deputado não entende absolutamente de nenhum assunto e de que não possui um projeto claro é óbvia. Negar que havia censura no período militar, por exemplo, é uma tolice, e logo depois que este assunto entrou a discussão se transformou em um bate boca instantâneo, e o deputado demonstrou total falta de controle.

Seja como for, este texto não tem como objetivo analisar passo a passo a discussão - até porque ela foi ridiculamente vaga e inútil, mas o seu contexto. No momento atual este debate é simplesmente desnecessário. Há uma crise política demolindo o país de cima para baixo e ambos são, a meu ver, direitistas de oportunidade. Ainda que sejam direitistas de oportunidade, de certa forma estão do mesmo lado. O foco agora tem que ser outro, e um debate entre ambos, mesmo que tivesse sido bom, não seria de forma alguma produtivo.

Há inimigos de verdade a serem enfrentados e por mais que eu considere o deputado uma fraude, isso não significa que focar nele seja realmente inteligente. Um momento como este exige que tenhamos foco em nosso inimigo fundamental, aquele que apesar de recentes derrotas está crescendo de novo. É necessário ter o mínimo de congruência. Se era para fazer algo desse tipo, teria sido melhor o debate nem mesmo acontecer, porque ambos perderam tempo e credibilidade com isso.

O vídeo, que está logo abaixo, contém 40 minutos de desperdício de tempo e no fim das contas serve somente a um propósito, que é enfraquecer o nosso lado e nos fazer parecer ainda mais idiotas do que já pensam que somos. Qual o ganho?


* Não creio em honestidade, como já descrevi diversas vezes neste blog. Creio que as pessoas fazem o que fazem sempre por um propósito. Talvez Bolsonaro seja 100% limpo, como dizem, e isso pode tanto ser uma virtude de sua parte como mero oportunismo, o que de qualquer forma não vem ao caso.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.