Header Ads

Nota do MBL sobre a crise do governo é certeira e necessária

Os puristas ideológicos e os puritanos morais podem até não gostar, mas a verdade é que apesar de alguns equívocos já cometidos o MBL é, de longe, o único movimento de direita com grande alcance realmente pragmático em suas ações.

Na maior parte do tempo o grupo atua pensando a curto e médio prazo, o que é necessário. Obviamente seria bom que outros grupos trabalhassem nas medidas de longo prazo também, como já destaquei aqui. Não dá para esperar que só o MBL consiga fazer tudo sozinho. Seria exigir muito, não é?

O caso mais recente de acerto do movimento foi a reação diante da crise envolvendo Michel Temer. No começo, quando saíram as primeiras notícias escandalosas, o MBL exigiu a renúncia de Temer. Naquele momento, cheguei a considerar precipitada a reação, e talvez até tenha sido, só que pensando duas casas a frente foi uma reação necessária para o momento. Não ter reação alguma diante daquilo seria um erro.

Para complementar, ontem o grupo lançou uma nota sobre o assunto, que você pode ler na íntegra logo abaixo:


Se você vê a política de forma adulta, sem os costumeiros devaneios de uma mentalidade juvenil, então é capaz de entender tudo o que está aí. O movimento reconhece a relevância da crise, mas ao mesmo tempo não cai na arapuca de entrar em coro com aqueles que possuem interesses óbvios e nefastos na atual situação. O Vem Pra Rua, nesse sentido, errou feio. Seus líderes chegaram a cogitar a participação no evento organizado pela extrema-esquerda para pedir o "Fora Temer", com isso dando voz não aos interesses do povo, mas aos interesses de Lula e sua claque.

O MBL não caiu nessa armadilha. Com esta nota, o movimento deu o recado necessário aos seus seguidores e conseguiu se sair muito bem em uma situação complexa. Ponto a favor.

É importante compreender que toda ação, dentro de um cenário como o nosso, gera sempre alguma reação quase imediata. Vivemos um momento conturbado, e por mais que os puristas e os puritanos queiram tirar Michel Temer de lá com base nas acusações que há contra ele, temos que pensar em quem realmente ganha com tudo isso no curto, no médio e no longo prazo.

Também já escrevi sobre isso aqui, em outras ocasiões. É sempre importante, antes de tomar qualquer decisão política, perguntar: "A quem estou beneficiando com isso?" Muitas vezes uma ação bem intencionada e moralmente correta pode gerar resultados devastadores, até mesmo irreversíveis. Política é quase sempre como o pôquer, mas às vezes é um jogo de xadrez. Você move uma peça errada e estraga tudo. Por isso é preciso ter visão, e neste caso o MBL teve.

A saída de Temer, agora, seria boa para quem? Para a população certamente não seria. Menos ainda para os movimentos de direita. No momento, ainda que o governo tenha enfraquecido e caído em uma armadilha da qual será difícil sair, ele é o que nos separa do totalitarismo. A queda do atual governo e sua substituição por figuras como Lula ou Marina Silva seria o nosso fim, seria a desgraça para a população que já tem sido açoitada por esta quadrilha há muito tempo. De quebra, figurões como Joesley Batista, cúmplices em todo o esquema, sairiam ganhando muito com isso.

Aliás, não custa lembrar, os irmãos Batista já saíram no lucro com tudo o que aconteceu. Conseguiram um acordo de leniência absurdamente vantajoso e ainda ganharam dinheiro por terem se antecipado ao mercado financeiro, comprando dólares antes de a crise estourar de vez. Eles certamente não foram os únicos.

Há, também, o fator principal: Joesley é amigo pessoal de Lula e foi com os governos do PT que a JBS cresceu e se tornou uma gigante nacional, tudo isso graças a acordos sujos e dinheiro do BNDES - ou seja, dinheiro nosso. O que nos garante que tudo isso não tenha sido feito de forma intencional para abalar o governo atual e favorecer os petistas? Ao jogar tudo de uma vez, a imprensa deu total destaque aos casos envolvendo Aécio e Temer, que de fato são graves, mas deixou totalmente em segundo plano questões envolvendo o PT que estavam na mesma delação.

Sei que você, purista ou puritano, quer que todos os corruptos sejam presos ou quer ver o Estado quebrar. Porém, isso não vai acontecer. Nem todos os corruptos serão presos e tampouco é o Estado que vai quebrar. Antes de isso acontecer, nós quebraremos, e quem vai pagar a conta é a população.


'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.