Header Ads

Diferencie inimigos de adversários e opositores...

Este texto será curto porque a ideia é bem simples. Primeiramente, na política nós temos três tipos de posições além de aliados e neutros. Elas são:

1) Opositor: É aquele que, em determinado momento, se opõe a algum de nossos posicionamentos. Ser opositor é uma condição, e ela pode ser permanente ou temporária. Nem sempre quem se opõe a nós é necessariamente inimigo ou adversário, pode ser até um aliado que, naquele momento específico, discordou de nossa proposta. Ele está em oposição a nós, mas isso não significa que será sempre uma oposição.


Quando ocorre desta forma, a oposição pode até ser convertida em apoio ao nosso projeto, talvez por meio da persuasão ou de uma negociação.

2) Adversário: É aquele que quer nos vencer. Em uma disputa política, a posição de adversário é a de quem mesmo concordando conosco quer ter a vitória sobre nós. Isso tem a ver com disputa de espaço e território, não necessariamente com oposição real ou inimizade. É claro que um adversário pode ser, ao mesmo tempo, opositor e até mesmo inimigo, mas não é condição imposta a ele.


O adversário é alguém em quem devemos prestar atenção e, é claro, também devemos nos esforçar para superá-lo sempre que possível, até mesmo se for nosso amigo. A posição do adversário funciona mais ou menos como no campo de futebol. O artilheiro do time A pode ser amigo ou até irmão do goleiro do time B, mas ele ainda assim vai querer fazer o gol, da mesma forma que o goleiro tentará defender os ataques.

3) Inimigo: É aquele que não quer apenas te vencer, ele quer te destruir. Com o inimigo não há diálogo ou negociação possível, só a guerra. Quando se trata de te atacar, o inimigo não poupará esforços. Ele tentará todas as artimanhas que puder para destruir sua vida, sua reputação ou sua carreira. Na política, liberais ocupam esta posição em relação aos socialistas. Trata-se de inimizade.



Como de praxe, a maioria dos liberais não vê desta maneira, por isso tentam o diálogo. Contudo, os esquerdistas não querem esse diálogo. Para eles somos tão somente um empecilho a ser eliminado e, se eles puderem acabar conosco, eles farão.


'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.