Header Ads

Recuo de Doria em relação a Lula é o maior tiro no pé dado pelo prefeito


Esta semana o prefeito João Doria esteve em Campina Grande, na Paraíba, e lá ele declarou que "não quer ser o anti-Lula", chegou a dizer que Lula tem "todo o direito" de fazer sua campanha antecipada pelo nordeste.

É uma clara mudança de postura para alguém que até poucos dias disse que Lula e Dilma merecem prisão perpétua. Tal manifestação gera desconfiança e, é claro, insegurança. É natural que as pessoas questionem a posição de Doria diante disso, uma vez que a mudança do discurso foi bem radical.

Normalmente o prefeito paulistano é criticado injustamente, seja pelos esquerdistas raivosos ou pelos bolsominions estúpidos e desesperados. Mas neste caso cabe a crítica. A atitude foi um tiro no pé e dos grandes, maior até do que ter nomeado um secretário do PSOL para a pasta da educação.

Se Doria não pretende ser candidato à presidência no ano que vem, ele errou assim mesmo ao mudar de postura em claro recuo de discurso. Isso lhe tira credibilidade. Se ele pretende ser candidato, isso o enfraquece, pois poderá ser usado contra ele em campanha justamente por aqueles que já o odeiam pelo simples fato de ser uma opção, como é o caso dos apoiadores de Bolsonaro.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.