Header Ads

Treta armada por esquerdistas na UFPE contra fãs de Olavo é evidência material da intolerância "progressista"

Qualquer um que me siga há pouco tempo está ciente de minha antipatia pelos fãs de Olavo de Carvalho, a quem inclusive considero um dos maiores vigaristas "de direita". Contudo, não deixei de ficar feliz ao receber o vídeo, pelo Whatsapp, da treta armada pelos esquerdistas da UFPE contra os seguidores do "guru" que foram ver o filme de Josias Teófilo.


A situação é simples: olavettes estavam na UFPE para assistir ou para divulgar (nem faço ideia) o filme sobre Olavo de Carvalho, O Jardim das Aflições, do diretor Josias Teófilo. Sem surpresa, eles foram confrontados por ultra esquerdistas intolerantes que, ironicamente, os chamaram de fascistas aos berros. No entanto a situação não ficou apenas no gogó, os esquerdistas resolveram partir para as vias de fato e, em certo momento, um deles quis peitar o pequeno grupo de olavettes, empurrando um deles, o que deu início a uma briga.

Para minha alegria, os olavettes reagiram, diferente de ocasiões recentes nas quais os esquerdistas chutaram seus traseiros sem que eles se defendessem de forma minimamente decente. Logo de cara, um dos esquerdistas levou uma bifa no rosto e caiu no chão - ele, aliás, é professor da instituição... Um "belo" exemplo.

Após perceberem que não poderiam simplesmente ir pra cima do grupo, os esquerdistas recuaram e, pasme!, colocaram as garotas do grupo na frente, certamente na esperança de que algum dos olavettes partisse para cima delas e as agredisse para que pudessem gritar algo sobre machismo, o que de fato não chegou a ocorrer.

Enfim, veja o vídeo:


Esse caso é mais um entre muitos que prova, definitivamente, a total intolerância esquerdista. Os olavettes, por mais que sejam idiotas, estavam lá de forma pacífica para prestar homenagens ao ídolo. Não há nada errado nisso. Aliás, a verdadeira democracia é justamente esta: pessoas que pensam de forma diferente terem os mesmos direitos.

Na mentalidade de um esquerdista, é claro, isso é inconcebível. Eles são os verdadeiros fascistas, são intransigentes e querem ocupar os espaços públicos como se fossem os únicos donos. Neste caso, não colou. Os olavettes reagiram e mostram que eles teriam que aceitar e calar a boca.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.