Header Ads

Lula defendendo candidatura de Bolsonaro em evento petista é a evidência de que este blog avisou

Em evento petista que ocorreu no último fim de semana, Lula defendeu a candidatura do deputado Jair Bolsonaro à presidência. Veja o que foi dito:

“Eu não sou de extrema-esquerda e muito menos o Bolsonaro é de extrema-direita. O Bolsonaro é mais do que isso e quem convive com ele sabe o que ele é. Não vou dizer porque acho que ele tem o direito de ser candidato, de convencer as pessoas, e o Brasil tem que colher aquilo que planta”.

Existem basicamente duas possibilidades aí, sendo que uma delas é a de que Lula esteja retribuindo o favor. Em um passado não tão distante, Bolsonaro não só apoiou e votou em Lula - e também em Ciro Gomes - como defendeu a indicação de gente como Aldo Rebelo, do PCdoB, para o Ministério da Defesa. Isso, por si só, não provaria muita coisa. Alega-se que o deputado mudou com o tempo. No entanto, em votações recentes, tanto ele como seus filhos agiram como perfeitos petistas, endossando pautas de extrema-esquerda e chegando a concordar em diversas situações com gente do PSOL.

A defesa que Lula fez da candidatura de Bolsonaro também poderia ser vista como estratégica. O petista sabe que está por um fio, sabe que pode não conseguir ser candidato no ano que vem, para lidar com isso precisa de uma estratégia. Essa estratégia tem sido construir alianças com velhos rivais como Ciro Gomes, que apesar de esquerdista roxo não é considerado confiável pelos vermelhos em virtude da sua troca frequente de partidos.


O próprio Ciro, aliás, tem elogiado e apoiado a candidatura de Bolsonaro há alguns meses. Mas seja como for, o fato ainda persistente é que a única finalidade de Bolsonaro nas eleições, se ele for mesmo candidato, é desviar o foco e dirimir os votos da direita em um sujeito que não tem chances reais de vitória. Com isso, esquerdistas como Lula, Ciro e Marina correm por fora e têm maiores chances de arrancar um segundo turno.

Este blog já avisou há muito tempo: os petistas não temem Bolsonaro, eles querem que ele seja o "representante da direita" por justamente saberem que ele é frágil e fácil de ser derrotado.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.