Header Ads

GLOSSÁRIO

Agendamento: A teoria do agendamento é amplamente conhecida no ramo das teorias da comunicação. Trata-se de uma tese segundo a qual os meios de comunicação, ao escolherem qual notícia vão publicar, automaticamente já deixam de lado sua imparcialidade plena, por mais que o conteúdo da notícia seja imparcial em si. No entanto, há meios de comunicação que usam esta prática para conseguir induzir os debates públicos em uma certa direção, o que acontece geralmente quando diversos veículos de informação começam a bater em cima de uma mesma tecla ao ponto em que aquilo se torne o assunto principal durante determinado período. (Saiba mais)

Contenção: Este blog trouxe a prática da contenção como uma forma eficiente de comportamento a ser utilizado na Guerra Política. Trata-se do princípio segundo o qual você deve sempre mostrar menos do que sabe para o adversário, ao ponto em que ele acredite conhecer suas limitações, para que assim seja possível surpreendê-lo. É uma adaptação de um dos princípios da Guerra abordados por Sun Tzu. (Saiba mais)

Direita true/tr00: Termo popularizado por Luciano Ayan, do blog Ceticismo Político, direita true (ou tr00) é o nome dado àquela ala da direita política que opta pelo ataque desonesto e direto a todos os outros direitistas, com a clara finalidade de sabotá-los para que possam ser considerados os "únicos direitistas de verdade", ou também auto-proclamados como "a verdadeira direita". O termo tem fundamento no comportamento das tribos urbanas, em especial no meio headbanger, onde há os chamados "tr00s", auto-denominados como "únicos metaleiros de verdade". Em geral o comportamento deles é desprezar bandas e músicas populares e supervalorizar tudo que é underground. Para eles, outros headbangers que gostem de bandas e músicas famosas e populares são os chamados "posers", algo similar a um falso roqueiro. No Brasil, a maior parte da direita true se concentra ao redor de figuras como Olavo de Carvalho e Jair Bolsonaro, cuja maior finalidade é sabotar todas as outras alas da direita pragmática a fim de se tornarem os "únicos direitistas".

Fascismo Cultural: O fascismo cultural é tudo aquilo que normalmente se conhece como "politicamente correto", ou seja, tudo o que cerceia ou tenta cercear a liberdade de expressão com base na falsa defesa dos "direitos das minorias". Em geral o objetivo é calar opositores. (Saiba mais)

Fé cega na crença: O conceito de fé cega na crença foi também popularizado pelo blogueiro Luciano Ayan. A ideia é que este tipo de fé seja a postura comum em liberais e conservadores que acreditam que seus inimigos - a esquerda - acreditam mesmo naquilo que dizem acreditar. É mais ou menos algo como acreditar nas boas intenções expressadas em discursos como se elas realmente existissem no mundo real, sem analisar a distinção entre a palavra e os atos. (Saiba mais)

Negação: A negação da guerra política consiste no ato de se negar a entender a política como um jogo, como uma disputa de território e como uma guerra moral. O termo deriva de um conceito amplamente conhecido pela psicologia, que ocorre quando uma pessoa tem um problema, em geral algum tipo de doença ou transtorno, e se recusa a aceitar. 

Negacionista: Este é o adjetivo empregado quando queremos nos referir àquele que nega a guerra política. Em geral, o negacionista é a pessoa que não aceita a necessidade de entrar na disputa e que, por conta de sua negação, acaba sendo uma vítima muito mais fácil para os seus adversários, ainda que não admita isso.

Rotulagem: A técnica da rotulagem é aquela cuja finalidade é colocar sobre o oponente uma marca, um signo. Na teoria da comunicação isso também pode ser tratado como o ato de resumir o interlocutor em um adjetivo, em geral pejorativo, com a finalidade de fazer com que o público presente não pense muito a respeito e apenas aceite a imagem. (Saiba mais)

Perspectiva do triângulo: Em um debate ou discussão, a triangulação ocorre quando o interlocutor A ataca o interlocutor B com o objetivo de atrair para si a atenção de C, que é a plateia. Boa parte dos liberais costuma perder debates porque se preocupa muito em como o oponente pensa, se esforça para tentar convencê-lo do contrário e até mesmo o trata como se ele fosse necessariamente alguém bem intencionado, mas mal informado. Se a perspectiva do triângulo ocorre, pouco importa o que o adversário pensa, só importa o que o público presente vai pensar sobre o que um disser ao outro. (Saiba mais)



Tecnologia do Blogger.